Buscar

Projeto Prisões Livres de Tuberculose participa de ação de cidadania no Pará

Durante três dias, foram realizadas ações de saúde e de assistência jurídica no Centro de Reeducação Feminino de Ananindeua, no Pará

Uma ação de cidadania realizada pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) promoveu a busca ativa de pessoas com sintomas de tuberculose (TB) no Centro de Reeducação Feminino (CRF), em Ananindeua, no Pará. A coordenação nacional e a equipe do projeto no estado participaram dos três dias de ação, que aconteceu de 30 de outubro a 01 de novembro, atendendo integralmente toda a população prisional da unidade, além de servidores e trabalhadores internos no Centro de Triagem Masculino 2 (CTM 2).


“O eixo de ações em saúde do projeto está alinhado com as diretrizes da Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas Privadas de Liberdade (PNAISP), que é uma das políticas que o Depen oferece através da Força de Cooperação Penitenciária. Nesse sentido, o projeto Prisões Livres de Tuberculose contribui não só com os atendimentos, mas também com o apoio logístico para as ações de cidadania realizadas nas unidades prisionais”, explica Rodrigo Lopes, coordenador de Saúde do Depen. “Além disso, a coordenação e a equipe de apoiadores institucionais do projeto têm realizado articulações intersetoriais que resultam no bom desempenho das ações de saúde.”

Ao todo, 637 pessoas foram atendidas, realizando triagem e atendimento médico, quando necessário; além da oferta de teste rápido de HIV, de confecção de certidões de nascimento e atendimento jurídico.


Durante a ação, também foram entregues materiais de comunicação do projeto, como murais, pranchetas, canecas e discos informativos. Todos os materiais são distribuídos com o objetivo de difundir informações e compartilhar conhecimento sobre TB, TB-HIV, saúde e autocuidado para pessoas privadas de liberdade e seus familiares, bem como profissionais de saúde, profissionais de segurança, defensores públicos, professores e demais pessoas que circulam nos ambientes prisionais.


A ação é resultado de uma parceria interinstitucional entre Depen, Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Defensoria Sem Fronteiras, Prefeitura de Ananindeua, Secretaria Municipal de Saúde de Ananindeua, Defensoria Pública do Estado do Pará, Associação Empresarial de Ananindeua, Associação Nacional dos Registradores de Pessoal Naturais (Arpen Brasil) e Associação Nacional dos Registradores de Pessoal Naturais (Arpen Pará).






234 visualizações

Notícias

Tosse há três semanas?

Pode ser tuberculose  

 

Campanha Tuberculose - Informação e Tratamento Curam

Um projeto realizado através do Ministério da Justiça e Segurança Pública e FIOCRUZ com a cooperação técnica do Programa Nacional de Controle da Tuberculose.

  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle