splash-amarelo.png
splash-amarelo.png

Peças de apoio: TB

Tema 1: o que é a TB, sintomas, transmissão e tratamento
Público-alvo: servidores penitenciários, familiares de PPLs, população geral

Imagens:

Texto de apoio:

A tuberculose (TB) pode atingir qualquer parte do corpo, mas afeta, geralmente, os pulmões. A infecção é transmitida pelo ar, quando alguém com a TB ativa fala, tosse ou espirra e outra pessoa inala as partículas contaminadas. Na maioria dos casos, a TB dá sinais por meio de tosse (com ou sem catarro), fadiga e perda de peso. Se você sentir algum sintoma não precisa ter medo! Basta procurar a unidade de saúde mais próxima. 

Caso o diagnóstico seja confirmado, você deve iniciar o tratamento imediatamente – e a partir do 6º mês já pode ficar curado(a)! Ah: pra reduzir as chances de transmissão da tuberculose, é sempre bom manter a iluminação e ventilação natural dos ambientes. Além disso, todos devem adotar a “etiqueta respiratória”, que é cobrir o rosto com o antebraço ao tossir ou espirrar. Com o cuidado de todos, podemos reduzir a circulação da tuberculose!

Tema 2: temas transversais (cuidados com higiene, tabagismo etc.)
Público-alvo: familiares de PPLs e sociedade em geral

Imagens:

Texto de apoio:

A tuberculose é uma infecção grave, mas que pode ser evitada com algumas medidas simples. Entre elas: deixar portas e janelas abertas para aumentar a ventilação e a entrada de luz solar. Além disso, com imunidade alta, o organismo pode não desenvolver a infecção, mesmo que a pessoa contraia a bactéria da TB. 

Para manter a saúde em dia, sono regular, alimentação adequada e atividades físicas fazem toda diferença. Restringir o uso de álcool e tabaco também. Muitas pessoas que fumam, aliás, começam a ter tosse e acreditam ser apenas um efeito do cigarro, quando, na verdade, é a TB dando os primeiros sinais. Cuide de você e de quem você ama: para evitar a tuberculose siga as recomendações de saúde. Caso tenha dúvidas, vá até a unidade de saúde mais próxima e converse com um profissional! Tuberculose tem cura.

Tema 3: importância do acesso à saúde
Público-alvo: servidores penitenciários, familiares de PPLs e sociedade em geral

Imagens:

Texto de apoio:

Quando o assunto é tuberculose (TB), a busca por atendimento é essencial para ficar curado(a). No Brasil, o acesso à saúde para diagnóstico e tratamento costuma ser bem rápido. Se você tiver sintomas como tosse prolongada com ou sem catarro, cansaço e perda de peso, procure a unidade de saúde mais próxima da sua casa. Uma equipe de saúde vai conversar com você e, caso necessário, solicitar os exames. 

Se o diagnóstico for confirmado, você inicia o tratamento imediatamente, sem fila de espera. Após 15 dias de tratamento ininterrupto, você deixa de transmitir a TB, podendo conviver normalmente com amigos e familiares. Mas, atenção: para ficar curado(a), você deve seguir todas as orientações, em todas as etapas, até o fim do tratamento. Durante esse tempo, continue comparecendo às consultas e ingerindo a medicação diariamente. Lembre-se: tuberculose tem cura!

Tema 2: temas transversais (cuidados com higiene, tabagismo etc.)
Público-alvo: familiares de PPLs e sociedade em geral

Imagens:

Texto de apoio:

Como se sabe, a tuberculose (TB) é transmitida pelo ar e pode se espalhar rapidamente em ambientes fechados como as unidades prisionais. Por isso, movimentações de transferência de unidade e saída em liberdade exigem que a equipe de saúde e de segurança trabalhem em conjunto. Ao ser transferida, a pessoa deve levar consigo todas as informações a respeito do tratamento – e sua ficha deve ser encaminhada à unidade de destino, junto com medicamentos, caso a nova unidade ainda não tenha a medicação disponível em estoque. 

Banners: 01 anúncio para os sites das gestões estaduais onde o agendamento das visitas é realizado e com outros fins.

Público alvo: Servidores e sociedade em geral.