Buscar

Estado, Depen e Fiocruz atendem 800 pessoas no 1º dia de ação de saúde em unidade prisional

Busca ativa de tuberculose e teste rápido de HIV, sífilis e hepatites são alguns dos serviços ofertados. Até o final da semana, mais de 2,7 mil pessoas que vivem na unidade devem ser atendidas



O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e a Secretaria Executiva de Ressocialização de Pernambuco (Seres) estão realizando uma ação de cidadania no Presídio Juiz Antônio Luiz Lins de Barros (PJALLB), em Recife. A ação, que acontece entre os dias 22 e 26 de novembro, conta ainda com o apoio da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e do Ministério da Saúde (MS). No primeiro dia da ação, nesta segunda-feira (22), mais de 800 pessoas foram atendidas.


Ao longo desta semana, mais de 2,7 mil pessoas privadas de liberdade que vivem na unidade terão acesso a: atendimento de triagem; teste rápido de HIV, sífilis e hepatites; busca ativa e exame de tuberculose; palestras de educação em saúde e atendimento médico especializado.


“Aqui está acontecendo a maior ação de saúde realizada pelo Depen em parceria com a Fiocruz”, explica o diretor de Políticas Penitenciárias do Depen, Sandro Abel Barradas. “Nosso objetivo é obter um panorama atualizado da saúde prisional das pessoas que vivem aqui para definir as políticas públicas necessárias e promover a assistência à saúde, que é um direito universal”, diz.


O secretário-executivo de Ressocialização do Estado, Cícero Rodrigues, visitou a ação na manhã desta segunda-feira (22). “Esta ação, que é inédita nesta unidade prisional e no Estado também, promove mais dignidade à população privada de liberdade”, explica Cícero.


Sobre as ações de cidadania


Em apoio aos Estados, as ações de cidadania do Depen são responsáveis por identificar as necessidades das unidades prisionais, que podem ser relativas a: situação processual, documentação e saúde das pessoas presas, entre outros aspectos.

162 visualizações
splash-amarelo.png

Notícias